Loading...
Sobre

Cidade


Conheça a história do nosso município.

Poté 
Minas Gerais - MG 

Histórico 

Os primeiros habitantes da região, onde veio a ser fundado o município de Poté, foram os indios botocudos. 
O povoamento de Poté teve sua origem nas vias de ligação entre Teófilo Otoni e Minas Novas. Assim, em 1856 já se achavam estabelecidas diversas famílias, segundo informações do relatório de Teófilo Benadito Otoni, reproduzidas em 1922 por Frei Samuel Tetteroo. 
No local do primitivo aldeamento indígena, fixou-se Militão Vieira Maia, que no ano de 1889 ergueu um cruzeiro, abençoado pelo Vigário de Teófilo Otoni, Virgulino Baptista Nogueira, que na ocasião afirmou: 'Esse lugar talvez mais tarde será uma grande povoação, uma cidade'. A Maia se juntaram nomes ilustres na história de Poté, como Pedro Vieira Guimarães e Domiciano Ferreira Lages, dentre outros. 
A população cresceu com a chegada de novos desbravadores, atraídos pela fertilidade das terras daquele lugar. A maioria das famílias que ali se estabeleceram inicialmente, eram oriundas das localidades de Arassuaí e Minas Novas. Cinco anos mais tarde, em 1894, foi construída em Poté uma pequena capela, substituída depois pela atual edificação da Igreja Matriz de Poté. 
A princípio, Poté fez parte do distrito de Concórdia, também conhecido como Sete Posses que era subordinado ao município de Teófilo Otoni. As paróquias de Poté e Concórdia recebiam os sacramentos religiosos por ocasião das visitas quinzenais de Frei Gaspar de Modica. 
A riqueza da região em metais preciosos foi também registrada em Poté, através de suas jazidas minerais de água-marinha, topázio, berilo, dentre outros. 

Gentílico: 

Formação Administrativa 

O distrito foi criado em 30 de agosto de 1911, de acordo com a Lei Estadual nº 556, sendo instalada no dia 1º de junho de 1912. Pertenciam ao novo distrito as povoações de São Miguel, Coração de Jesus, Bananal, São João do Mucuri do Norte e Todos os Santos. 
Em 26 de agosto de 1912, por ato do Arcebispo de Diamantina, a capela de Nosso Senhor Bom Jesus de Poté, pertencente a paróquia de Nosso Senhor Bom Jesus de Sete Posses, foi elevada à condição de paróquia. 
A freguesia de Nosso Senhor Bom Jesus de Poté foi instalada em 13 de outubro de 1912. Dom Joaquim Silvério de Souza decretou a criação da Paróquia Senhor Bom Jesus de Poté aos 26 de agosto de 1912; 
Nos anos de 1920, Poté progredia consideravelmente, apesar da crise do preço do café, um dos principais produtos de sua economia. Poté era um dos distritos mais povoados de Teófilo Otoni. Sua subordinação ao município de Teófilo Otoni se entendeu até o ano de 1938, nessa época Poté foi emancipado segundo o Decreto - Lei Estadual nº 148, datado de 17 de dezembro do ano corrente. Emanciapado em 1939.

Fonte

Prefeitura Municipal de Poté